sábado, 5 de outubro de 2013

Escritos coléricos

Minha afeição por Dostoievski e sua obra antecede você. Entretanto, depois de conhece-lo e ouvir atenciosamente suas elaborações, a leitura ganhou novo sentido. Quando conversávamos a respeito dos livros me sentia incentivada em tentar apreender o significado mais profundo daquilo. Suas observações, ainda que toscas, me faziam enlouquecer! Em suma, ficava me sentindo uma idiota perto de você. Mas agora tudo é passado e tilinta nessa minha memória moribunda.